Programa de Capacitação de Clubes Desportivos

A ligação ao desporto, o início de grandes amizades ou a aprendizagem de valores são experiências que muitos vivemos pela primeira vez num clube. Mas ser dirigente e servir a sua comunidade é um grande desafio. Por isso, o Clube Top apoia os clubes com formação para os seus dirigentes e colaboradores, com conselhos práticos de gestão e reconhece aqueles que fazem bem o seu trabalho.

 
foto_ctop_003L.jpg
 

Os clubes desportivos, na sua generalidade, deparam‐se hoje em dia com um conjunto de desafios que torna a sua intervenção cada vez mais complexa.

A crescente competitividade, o aumento das dificuldades no financiamento, a falta de disponibilidade das pessoas para participarem como colaboradores e o incremento dos padrões de exigência por parte dos atletas, sócios, adeptos e da comunidade em geral relativamente aos serviços prestados, são alguns dos fatores que condicionam o seu desempenho. Para poderem lidar com esta turbulência e transformações têm de adotar formas de atuação inovadoras e diferenciadas, o que exige dirigentes e colaboradores mais informados, preparados e competentes, capazes de responder aos objetivos de desenvolvimento no quadro de uma intervenção eficaz.

O Programa Clube Top reconhece a importância que o tecido associativo de base tem na alteração de paradigmas de intervenção e assume que só capacitando os clubes, investindo na formação das pessoas que lhes dão vida, no desenvolvimento e adoção de soluções inovadoras, através da identificação, estudo e replicação de boas práticas e do aperfeiçoamento de instrumentos e métodos adequadas aos desafios e necessidades com que se defrontam, poderemos ambicionar a mais e melhor desporto.

O Programa Clube Top é composto por seis medidas distintas, que apesar de poderem ser observadas e desenvolvidas de forma independente, concorrendo para o cumprimento de objetivos específicos, fazem um todo coerente, onde as relações e sinergias estabelecidas entre elas amplificam impactos e potenciam resultados, contribuindo assim para o desenvolvimento de clubes desportivos mais sustentáveis, dotados de pessoas devidamente capacitadas, enraizados nas suas comunidades e capazes de responder às necessidades e expetativas dos seus associados e praticantes desportivos, sejam estes de lazer, recreação ou competição.